Soluções em Envelopes Plásticos

10 dicas para planejar seu e-commerce em 2019

10 dicas para planejar seu e-commerce em 2019

Começar o ano com o pé direito no e-business é o sonho de muitos empreendedores, contudo nem todos conseguem obter o potencial máximo nas vendas ao longo do ano. Isso ocorre por inúmeros motivos, o principal deles é que muitas vezes o conteúdo direcionado para ensinar como fazê-lo é pago.

Aqui na Veloplastic nós não somos coaches, mas sem dúvidas a nossa experiência no mercado digital nos trouxe uma ampla expertise sobre como atuar no e-commerce. Com base no que aprendemos separamos dicas que podem te ajudar a planejar e fidelizar os clientes com mais facilidade. Quer conhecer algumas delas? Basta conferir as dez estratégias que a nossa equipe preparou para te auxiliar na jornada do cliente. 😉

1. Pesquise o segmento no qual você deseja atuar

Um erro comum que algumas empresas cometem é acreditar que apenas porque um produto ou serviço “é bom” é possível vendê-lo com base nas suas experiências pessoais, e que por isso não é necessário pesquisar se há um público adequado para consumí-lo.

Vamos supor que você adore sorvete de pistache, contudo, não há mais ninguém que goste de pistache no seu coworking. E você decide começar a fabricar e vender esse produto  no trabalho, com base apenas nos seus gostos pessoais. Por mais saboroso que ele seja para você, não é do agrado dos seus colegas, e por isso eles não vão comprar.

O exemplo pode parecer bobo, mas infelizmente é o que ocorre com muitas empresas. Os produtos e serviços são lançados na internet sem nem sequer saber se o setor para o qual as vendas serão destinadas realmente precisa, ou pelo menos aprecia o item em questão.

2. Conheça seus concorrentes

Outra dica é conhecer os seus concorrentes, entender o que eles vendem ou porque eles vendem mais de um determinado produto ou serviço é fundamental para competir. Se por exemplo o seu concorrente tem mais êxito vendendo exatamente o mesmo produto que você pelo mesmo preço, o diferencial pode estar no prazo de entrega.

Para saber mais informações é necessário que você vá as pesquisas como um cliente, que estaria navegando na loja virtual em busca de um produto. Depois compare com a mesma busca em sua empresa. Esse processo é importante para detectar as falhas e maximizar os sucessos.

3. Estabeleça parcerias com fornecedores de confiança

O cliente encontrou seu produto, está satisfeito com o preço e deseja comprá-lo, contudo ele não está disponível no momento. Este é um transtorno comum que muitas lojas virtuais passam, principalmente aquelas que optam por exportar produtos.

Por isso, se você não pode reservar todos os produtos para pronta entrega é importante encontrar um fornecedor confiável, que consiga entregar em tempo hábil para não perder a venda. Também é importante ser honesto com o cliente sobre os prazos, não crie expectativas que não possam ser supridas.

4. Crie um sistema de atendimento eficaz

Se você não tem disponibilidade para responder às dúvidas 24h por dia pode estar perdendo clientes. Não estamos dizendo para você abandonar a sua vida e viver de e-commerce, nada disso.

Mas há soluções que podem colocar o seu atendimento disponível o tempo todo. Conhecido como chatbots, esses programas são responsáveis por compilar as respostas para as dúvidas mais frequentes e apresentá-las ao cliente.

Será necessário esforço da sua parte para organizar as perguntas e respostas, mas depois disso basta deixar o sistema rodando e ater-se apenas aquelas dúvidas que não podem ser respondidas por um atendimento virtual.

5. Preocupe-se com os prazos de entrega

Como mencionamos anteriormente, de nada adianta o cliente gostar do produto, comprar, criar a expectativa de recebê-lo e não receber. Você precisa ser leal nos prazos de entrega. O ideal é prometer um prazo maior e entregar em um prazo menor, nunca o contrário.

6. Cuide da embalagem

A forma como o produto chegará ao cliente final também importa. Os sistemas de transporte, condições climáticas poeira e umidade podem acabar danificando as embalagens convencionais. Nesse sentido os envelopes de segurança podem ser uma ótima alternativa, pois evitam todos esses problemas. Descubra outros benefícios neste artigo.

7. Trabalhe em um pós-vendas eficiente

Muitas empresas não se preocupam em coletar os dados dos clientes de forma eficaz, dificultando um contato pós-venda. Se um cliente ficar satisfeito com uma compra é muito mais fácil convencê-lo a voltar a comprar do que uma pessoa que nunca comprou.

Por isso esteja atento aos dados cadastrais, colete o máximo de informações possíveis, sexo, idade, preferências para que você possa voltar a oferecer os produtos ou serviços mais indicados para cada cliente.

8. Tenha maturidade para lidar com as críticas

Nem todos os clientes ficaram satisfeitos, mesmo que você dê o seu melhor. Alguns realmente vão te tirar do sério e testar a sua paciência, é bom estar pronto para isso. Só porque nem todos amam o que você faz não significa que você deve parar de fazê-lo.

Na internet os ‘haters’ são comuns, trata-se de pessoas que odeiam e apenas xingam sem motivo, a eles você não deve dar atenção. Mas há também os clientes frustrados, que tiveram uma quebra de expectativa e buscam solução, durante essa busca por respostas algumas pessoas podem se tornar agressivas.

É preciso ter calma e maturidade para gerir os conflitos e encontrar a melhor solução tanto para você, quanto para os clientes. Verifique sempre as reclamações em sites para queixas e procure solucioná-las o mais rápido o possível.

9. Use as redes sociais como aliadas

Na internet nem tudo precisa ser um anúncio direto. Você pode divulgar a sua marca de maneira muito mais sutil, utilizando o apoio de digital influences por exemplo, eles podem aparecer consumindo seu produto ou serviço e dizendo o quanto é bom, sem necessariamente anunciá-lo.

Se você não conseguir estabelecer parcerias com esse tipo de divulgador pode começar trabalhando em suas mídias. Mantenha as páginas sempre atualizadas, com dicas sobre o setor no qual atua, além de ser simpático e ágil nas respostas às dúvidas. Interação é tudo!

10. Fortaleça seu branding

A última dica não é menos importante, pelo contrário é uma das mais valiosas: fortaleça seu bradings. Mais importante do que a sua marca em si é como as pessoas a veem. Esse método é tão eficaz que pode fazer com que os consumidores direto, indiretos, parceiros, funcionários, acionistas e fornecedores percebam a sua marca como a única solução para os problemas que eles têm. Leia o nosso artigo e descubra porque trabalhar a valorização da marca.

Gostou das dicas? Se ficou alguma dúvida basta deixar aqui para gente nos comentários e nós responderemos o quanto o antes! Até o próximo artigo. 🙂


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *