Soluções em Envelopes Plásticos

Economia circular: entenda como ela impacta no seu negócio

Economia circular: entenda como ela impacta no seu negócio

Se você ainda não ouviu falar sobre economia circular, saiba que esse conceito está cada dia mais relevante diante do aumento das discussões sobre o consumo e processos mais sustentáveis na indústria e na economia mundial.

É um tópico de suma importância, especialmente se levarmos em conta que o Brasil é o campeão da geração de resíduos na América Latina. Apesar dos esforços de diversas entidades que incentivam a reciclagem, os índices de reaproveitamento desses materiais ainda são muito baixos.

Com uma coleta deficiente e uma quantidade de lixo que aumenta de forma considerável todos os dias, investir na conscientização sobre a importância da reciclagem é fundamental. Mas essa é apenas uma das vertentes que a economia circular engloba, pois ela considera ainda outros processos – da fabricação ao descarte dos produtos.

Vamos entender melhor quais os objetivos da economia circular e quais os impactos que ela pode trazer para a sua empresa a longo prazo? Continue a leitura!

O que define uma economia circular?

Podemos definir a economia circular como um conceito que associa um melhor uso de recursos naturais ao desenvolvimento econômico.

Isso é possível por meio de novos modelos de negócio que visam otimizar os processos de fabricação em dois pilares principais: uso restrito de matéria-prima virgem e priorização de insumos duráveis, recicláveis e renováveis.

Ou seja, seu principal objetivo é repensar a forma de produzir e comercializar produtos, além de propor um olhar mais saudável para o uso inteligente de recursos naturais na sociedade. Uma das premissas da economia circular é a possibilidade de obter o valor dessas matérias-primas sem esgotá-las e sem poluir o meio ambiente.

Para quem busca uma definição ainda mais atual, a Organização Internacional de Normalização (ISO) afirma que a economia circular “é um sistema econômico que utiliza uma abordagem sistêmica para manter o fluxo circular dos recursos, por meio da adição, retenção e regeneração de seu valor, contribuindo para o desenvolvimento sustentável.”

Ou seja, economia circular não é sobre “consumir menos”, mas sim sobre transformar esse consumo em um ciclo contínuo, de forma a minimizar os impactos negativos nos recursos naturais e, consequentemente, preservar o planeta. Um material que não tenha mais “utilidade” não deve ser considerado lixo, mas sim ser transformado e fazer parte de um novo ciclo de uso e renovação.

Quais são os benefícios de implementar a economia circular?

Desde a Revolução Industrial, as empresas adotaram um processo no qual as matérias-primas são convertidas em produtos que, após comercializados e usados, são transformados em resíduos descartáveis.

Com a economia circular, a mudança começa já na produção industrial, que pode aperfeiçoar os seus processos com uma proposta regenerativa no reuso de materiais, escolha de fontes renováveis e incentivar a reciclagem dos seus produtos entre os clientes.

Essa mudança de cultura traz vantagens operacionais e estratégicas, agregando uma visão positiva nas esferas empresarial, econômica, social e ambiental. Especialmente se levarmos em conta a redução de custos e ganho de competitividade, o que agrega valor para a empresa no mercado.

Entre os outros benefícios, podemos citar:

  • Otimização do uso de matéria-prima;
  • Diminuição do desperdício de materiais e insumos;
  • Aumento na geração de empregos e crescimento econômico;
  • Maior eficiência operacional e produtividade;
  • Posicionamento socioambiental para a conscientização da comunidade em um consumo com mais cautela;
  • Oportunidades de novos negócios e interesse de investidores;
  • Facilidade para fidelizar clientes preocupados com as causas socioambientais.

Não é um processo simples de se colocar em prática, mas as empresas podem começar a desenvolver novos modelos de negócio que agreguem valor ao produto e/ou serviço oferecido. Um exemplo é buscar alternativas que tenham uma vida útil mais longa ou que facilitem a reciclagem.

Reciclagem tem papel primordial na economia circular

De acordo com a Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS), a reciclagem pode ser definida como um processo que promove mudanças nos estados físico, físico-químico ou biológico de resíduos sólidos sem utilidade, transformando-os novamente em matéria-prima ou produtos que serão inseridos novamente no ciclo de consumo.

Além de ser uma das vertentes mais importantes da economia circular, a reciclagem favorece diversos aspectos de desenvolvimento sustentável, como os benefícios claros ao meio ambiente e de ser uma fonte de renda importante para milhares de famílias que dependem desse processo.

No âmbito econômico, as empresas ganham na redução de custos do seu processo produtivo ao mesmo tempo que contribuem para a preservação do meio ambiente, uso mais consciente dos recursos naturais, redução da poluição e energia, entre outros.

Economia circular no Brasil

Com os avanços tecnológicos, a economia circular tem ganhado notoriedade nas empresas brasileiras propiciando processos mais eficientes, integrados e restaurativos. Tanto que já existe a Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS), uma lei (Lei nº 12.305/10) que organiza a forma como o país lida com o lixo, exigindo dos setores transparência no gerenciamento de seus resíduos.

Entre as práticas mais frequentes, estão o reúso da água, a reciclagem de materiais e logística reversa. Mas é apenas o início de uma mudança que pretende abranger áreas ainda mais importantes, como a economia de baixo carbono.

Além de preservar o meio ambiente, todas essas práticas contribuem para a geração de empregos na própria empresa, aumento do seu valor perante a investidores e ganho de relevância na cadeia produtiva do setor.

Diante da importância da implementação da economia circular na indústria, a CNI (Confederação Nacional da Indústria) desenvolveu uma série de ações voltadas ao auxílio e construção deste modelo:

  • Coordenação da Comissão de Estudo Especial de Economia Circular da ABNT, que vai definir posicionamentos do Brasil para elaboração da Norma Internacional sobre Economia Circular;
  • Publicação de cartilha orientativa para inclusão de critérios de sustentabilidade nas compras públicas;
  • Acompanhamento das políticas públicas que estimulem as boas práticas de economia circular no setor privado;
  • Realização da pesquisa Economia Circular na Indústria Brasileira, levantamento inédito, com abrangência nacional, que traz a percepção dos empresários brasileiros sobre a importância do assunto para a indústria nacional.

O compromisso da Vértice Embalagens com o Meio Ambiente

Se você chegou até aqui, já entendeu que para que os objetivos da economia circular surtem o efeito necessário na sociedade, cada empresa deve fazer a sua parte e contribuir para os processos de reaproveitamento de materiais.

A Vértice Embalagens conhece a sua responsabilidade neste cenário e, por isso, assumiu um compromisso para continuar a produzir envelopes plásticos de segurança com a preocupação de minimizar ao máximo os impactos da fabricação ao meio ambiente.

Especializada em produzir envelopes plásticos de segurança para e-commerce, lojas virtuais e diversos outros setores, a Vértice desenvolveu uma Assinatura Ambiental para ser incorporada ao design do produto para orientar o descarte correto do plástico e a inserção do material na indústria da reciclagem. Além disso, 100% dos resíduos de produção dos envelopes plásticos são reciclados, reduzindo assim o impacto da empresa no meio ambiente.

A Vértice Embalagens faz ainda a Logística Reversa de 100% dos envelopes comercializados e das embalagens secundárias, através da compra de créditos de reciclagem nos estados consumidores. E, para fechar a circularidade do plástico, a empresa utiliza o plástico reciclado PCR (pós-consumo) para fabricar novos envelopes. Assim, aquilo que era considerado resíduo há um tempo atrás pela sociedade hoje é encarado como matéria-prima para diminuir a necessidade de plástico virgem, extraído de fontes não renováveis da natureza.

Se você deseja contribuir para a preservação do meio ambiente e fazer parte de uma corrente de responsabilidade e de Economia Circular, conte com os envelopes reciclados pós-consumo da Vértice Embalagens no seu negócio.

Seja a mudança que você quer ver no mundo! Entre em contato com nossa equipe e saiba como adquirir as embalagens recicláveis para o seu negócio.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *