Soluções em Envelopes Plásticos

Quais as fraudes mais comuns e como proteger seu e-commerce

Quais as fraudes mais comuns e como proteger seu e-commerce

De acordo com o relatório Raio-X da Fraude, divulgado pela Konduto, durante o ano de 2018 foram registradas por hora 553 tentativas de fraude no e-commerce brasileiro, sendo quarta-feira o dia mais visado para compras pelos fraudadores.

E apesar da quantidade de pedidos de origem fraudulenta ter diminuído 27,3% em relação a 2017, a proteção dos sistemas de venda online ainda exerce um papel fundamental na garantia da segurança dos lojistas e dos clientes. Afinal, nenhuma loja virtual está livre da ação de hackers e estelionatários.

Pensando nisso, nós trazemos no post de hoje as fraudes mais comuns no universo do comércio virtual, além de dicas para evitar que o seu e-commerce seja uma vítima desses golpes.

As fraudes mais praticadas no e-commerce

Para se proteger e combater as fraudes com maior eficiência, é necessário que o gestor do e-commerce tenha conhecimento dos tipos de golpes mais aplicados no comércio online brasileiro.

Conheça agora as ações fraudulentas mais comuns sofridas por lojas virtuais e clientes:

  • Roubo de dados do cartão: ocorre quando os dados do cartão de uma pessoa são roubados para serem indevidamente utilizados por terceiros em compras online.
  • Password cracking: ação de hackers que invadem a conta do usuário em determinada loja online, alterando o endereço de entrega e recebendo os produtos. Nesses casos a fraude é descoberta após o consumidor desconfiar da demora na entrega da compra.
  • Auto-fraude: a auto-fraude é um golpe aplicado pelo próprio cliente que, ao realizar a compra e receber o produto, entra em contato com a operadora do cartão para contestar o valor e alegar transação não reconhecida. Como é esperado, nesses casos o cliente realiza a contestação da compra dentro do prazo permitido de até 180 dias.
  • Fraude amiga: ocorre quando um parente um amigo utiliza de forma indevida os dados do cartão do titular para realizar compras online.
  • Mobile fraude: casos em que a pessoa rouba os dados do celular de um terceiro, ou o próprio aparelho, para fazer compras de forma ilegal e não autorizada.
  • Fraude dos pagamentos online: o momento da confirmação do pagamento é muito visada pelos estelionatários e hackers, já que o checkout é quando e o cliente finaliza a compra e informa seus dados pessoais e do cartão, inclusive o código de verificação (CVV).
  • Testadores de cartão: pequenas compras em sequência podem indicar o golpe dos “testadores de cartão”, ou seja, a utilização de cartões clonados em diversas transações em lojas online. Isso ocorre pois os cartões ilegais precisam ser testados para saber se estão aptos para realizar compras.

Como proteger seu e-commerce

Agora que você já conhece os principais tipos de fraudes praticadas contra o comércio virtual, anote algumas dicas para evitar que o seu e-commerce sofra a ação de criminosos.

1. Introduza um sistema antifraude

Com a instalação de um sistema antifraude é possível ter controle sobre todos os acessos e compras dos clientes, tornando mais fácil a identificação de irregularidades. Esse sistema consegue detectar como o usuário chegou até a loja, quais páginas foram acessadas, quanto tempo durou a navegação e de qual dispositivo ela ocorreu, além apontar informações como localização geográfica do IP, registro de dados do usuário, identificação do código de segurança do cartão, e se a compra realizada é verdadeira.

2. Utilize o certificado de segurança

O certificado de segurança é um selo que mostra a todos os visitantes do site que a página e a navegação são seguras, oferecendo também a criptografia das informações dos clientes. Possuir um certificado de segurança no seu e-commerce impede o roubo de dados e dificulta a ação de hackers e criminosos.

3. Aposte em um intermediador de pagamento seguro

Os intermediadores de pagamento são plataformas que fazem a conexão entre a loja virtual e as instituições financeiras. Através da cobrança de um percentual da transação financeira, o intermediador confere os possíveis riscos da compra, liberando o pedido e realizando o pagamento. Com o uso de um intermediador a loja se exime das responsabilidades da transação financeira, garantindo o recebimento do dinheiro após a aprovação da compra, mesmo que mais tarde seja identificada uma fraude.

4. Prepare sua equipe

Outra dica importante para evitar fraudes no seu e-commerce é treinar toda a equipe interna. É fundamental que os funcionários tenham conhecimento de como as fraudes ocorrem, e quais são os procedimentos da loja para evitar esses golpes. Funcionários treinados identificam possíveis fraudes no sistema com mais agilidade, reduzindo assim os prejuízos do e-commerce.

Proteger o seu e-commerce de fraudes e golpes evita danos financeiros e a perda da confiança do cliente. Afinal, quanto mais segurança e facilidade de acesso a sua loja oferecer, maior credibilidade ela terá perante os usuários.

A última dica de hoje para garantir mais segurança na sua loja virtual é a utilização de envelopes de qualidade para o envio de produtos.

Os envelopes plásticos de segurança da Veloplastic são produzidos em polietileno coextrusado, material que garante a inviolabilidade e a integridade do pacote.

Com a Veloplastic as entregas do seu e-commerce se tornam muito mais seguras e eficientes. Já que, além do material resistente, os envelopes são produzidos em interior preto e exterior branco, impossibilitando que o conteúdo da embalagem seja identificado.

Quer saber mais? Então acesse o site da Veloplastic e conheça os diversos modelos de envelopes plásticos para o seu e-commerce transmitir ainda mais segurança aos clientes.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *